Posts tagged ‘Japão’

Em 2010, Japão aumentou em 27% importação de frango; Brasil forneceu 90%

Dados consolidados levantados pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) junto a órgãos japoneses de estatística mostram que em 2010 a importação de carne de frango pelo Japão ficou em 420.253 toneladas, aumentando 27% em relação a 2009.

Com 379.981 toneladas, 23% a mais que no ano anterior, o Brasil se manteve como o principal fornecedor do mercado japonês, respondendo por 90,42% das importações totais do Japão.

Mesmo assim a participação brasileira caiu 3% (havia sido de 93,01% em 2009), favorecendo em especial os EUA, cujas exportações para o Japão aumentaram 87% no ano.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

Anúncios

6 de maio de 2011 at 15:45 Deixe um comentário

Japão tem superávit comercial 2,5% maior em fevereiro

O superávit comercial do Japão subiu 2,5% em fevereiro, para 654,1 bilhões de ienes (US$ 8,08 bilhões), informou nesta quinta-feira (24) o governo. O resultado ficou abaixo das estimativas dos economistas, que previam superávit de 936,4 bilhões de ienes. Em fevereiro, as exportações japonesas cresceram pelo 15º mês seguido, com alta de 9,0% ante o mesmo mês do ano passado, para 5,589 trilhões de ienes. Economistas esperavam um avanço de 9,7%. As exportações haviam crescido apenas 1,4% em janeiro, para 4,970 trilhões de ienes.

Já as importações tiveram um aumento anual de 9,9% em fevereiro, para 4,935 trilhões de ienes. Em janeiro, as importações haviam subido 12,1%, para 5,446 trilhões de ienes. As exportações do Japão para a China aumentaram 29,1% em fevereiro, enquanto os embarques para todos os países asiáticos cresceram 12,3%. Para os Estados Unidos, as exportações subiram 2,0%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

24 de março de 2011 at 16:18 Deixe um comentário

Brasil deve evitar importar alimentos do Japão

A radiação despejada pela usina nuclear de Fukushima pode colocar em risco um dos pratos prediletos do cardápio brasileiro: a comida japonesa. Para o físico nuclear Luiz Pinguelli Rosa, diretor da Coppe (UFRJ), o Brasil deve evitar a importação de alimentos do Japão, o que não foi feito em relação ao Norte da Europa quando ocorreu o acidente da usina de Chernobyl.

— O Brasil não deve importar alimentos do Japão. Quando importou leite do Norte europeu depois de Chernobyl, os alimentos continham radiação. O certo, agora, seria o Japão importar os peixes do Brasil — disse o especialista, lembrando que o vento tem conduzido a radiação vazada de Fukushima para o mar.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

17 de março de 2011 at 14:53 Deixe um comentário

Governo do Japão alerta para alta do iene

O avanço do iene para um recorde histórico diante do dólar provocou alertas de autoridades do governo do Japão, que atribuíram a valorização da moeda à especulação, em uma aparente tentativa de justificar potenciais intervenções no mercado de câmbio. O dólar caiu para a mínima histórica de 76,25 ienes no início da sessão asiática desta quinta-feira como consequência das preocupações com a crise nuclear japonesa.

“Sob essas condições do mercado, há várias especulações e movimentos nervosos”, afirmou o ministro de Finanças japonês, Yoshihiko Noda. “Com base nisso, eu vou observar de perto a situação do mercado”, se limitou a dizer, sem comentar se o Japão vai ou não fazer uma intervenção no câmbio pela primeira vez em seis meses.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

17 de março de 2011 at 14:37 Deixe um comentário

Japão sacode commodities

Os tremores que balançaram o Japão na tarde dessa terça-feira também mexeram com o mercado das commodities agrícolas nos Estados Unidos. Os investidores ainda tentam identificar, com cuidado, o impacto causado pelo desastre, principalmente em relação à demanda desses produtos, mas o clima já é definitivamente de instabilidade, principalmente no caso do suíno e do milho.

Os mercados futuros dos dois produtos já chegaram a uma das maiores quedas de seus históricos, como acontece com a maioria das commodities vendidas em períodos de desastre. As negociações de outros setores vieram de investidores que apenas buscavam sair do mercado das commodities agrícolas, devido à incerteza que segue um desastre natural. “O impacto imediato após o terremoto foi de extrema incerteza – a situação mais odiada pelos investidores”, disse Bryce Knorr, analista da publicação americana Farm Futures.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

15 de março de 2011 at 17:01 Deixe um comentário

Governo do Japão não sinaliza mudança no câmbio

O presidente do banco central do Japão (BOJ, na sigla em inglês), Masaaki Shirakawa, e o primeiro-ministro do país, Naoto Kan, conversaram por telefone hoje sobre o possível impacto da valorização do iene na economia japonesa. Mas os dois não abordaram a possibilidade de uma intervenção no mercado de câmbio. As duas autoridades “discutiram os movimentos recentes do mercado de câmbio e as condições econômicas no país e no exterior” e concordaram em “manter estreita comunicação, conforme o necessário”, afirmou um porta-voz do BOJ.

Para muitos participantes do mercado, o diálogo sinalizou que o governo japonês está pressionando menos o BOJ do que o esperado. O secretário-chefe do Gabinete japonês, Yoshito Sengoku, também afirmou que o governo pode promover uma reunião direita entre Shirakawa e Kan no futuro. Após a conversa telefônica, as chances de o Comitê de Política Monetária do BOJ realizar uma reunião emergencial nesta semana parecem ter sido reduzidas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

23 de agosto de 2010 at 16:45 Deixe um comentário

Obama assina lei contra Irã que pode prejudicar firmas do Japão

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deve firmar nesta quinta-feira, 1º, uma lei impondo novas sanções ao Irã. A medida, destinada a aumentar a pressão sobre o país persa por seu programa nuclear, pode atingir companhias de energia e financeiras do Japão e também empresas de vários outros países, não especificados.

Relatórios divulgados por pesquisadores norte-americanos notam que algumas das companhias afetadas podem ser a Inpex Corp., que opera com gás e petróleo, e unidades dos três maiores bancos japoneses – Mitsubishi UFJ Financial Group, Sumitomo Mitsui e Mizuho Financial Group.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

1 de julho de 2010 at 15:45 Deixe um comentário

Posts antigos


Blog Stats

  • 330,474 hits

Agenda

setembro 2017
T Q Q S S D S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930