Reino Unido freia intervenção estatal na economia

24 de junho de 2010 at 15:51 Deixe um comentário

O que sempre se propugnou por aqui e foi entendido como uma entrega ao voraz liberalismo ou ao folclórico “capitalismo selvagem” será adotado pelo Reino Unido, em meio aos apertos financeiros que a União Europeia (UE) está vivendo, após a crise que se originou no centro do capitalismo, os Estados Unidos da América (EUA), e se espalhou pelo mundo. Assim, o ministro de Finanças do Reino Unido, George Osborne, afirmou que o seu governo vai cortar a participação do Estado na economia. O ministro disse também que a idade mínima para aposentadoria será elevada para 66 anos, que a partir de abril de 2011 os benefícios fiscais serão cortados para famílias que ganham mais de 40 mil libras por ano e que será implementado um congelamento por três anos no benefício fiscal para crianças. O orçamento também prevê que o desemprego atingirá o pico de 8,1% neste ano e cairá para 6,1% em 2015. A dívida do setor público será de 62% do Produto Interno Bruto (PIB) britânico no ano fiscal 2010/2011 e subirá para 70% do PIB no ano 2013/2014. Ora, vimos essa situação por aqui antes. A sorte fiscal e econômica do Brasil é que não estávamos nos limites do crédito e nem o governo federal, naquela ocasião, no final de 2008, tinha tamanha dívida pública como agora. Igualmente, o governo aplicará uma nova taxa de 0,07% sobre o balanço dos bancos a partir de janeiro de 2011, a qual renderá dois bilhões de libras esterlinas ao ano, com a finalidade de combater o déficit fiscal do Reino Unido, na combinação corte de gastos e aumento de impostos, algo que também conhecemos, mas que, na maioria das vezes, ficava apenas no aumento dos tributos. A crise das finanças chegou à zona do euro. Entra ano e sai ano e a velha fórmula de viver apenas com o que se ganha continua mais válida do que nunca. O Brasil está batendo recordes de arrecadação, o Investimento Estrangeiro Direto (IED) aumentou e a balança comercial dá sinais de alguma recuperação. Com isso, o balanço em conta-corrente do País está com uma melhor perspectiva para 2010.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

Anúncios

Entry filed under: Sem-categoria. Tags: , .

China suprimirá medidas fiscais que favorecem algumas exportações Transpetro lança segundo navio do Programa de Modernização da Frota

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Blog Stats

  • 330,068 hits

Agenda

junho 2010
T Q Q S S D S
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

%d blogueiros gostam disto: