Preço de commodities sobe, ajuda exportadores, mas pressiona inflação

18 de janeiro de 2010 at 12:56 Deixe um comentário

Novo ciclo de Novo ciclo de alta das matérias-primas pode ser indicador de recuperação global, embora ameace estabilização

Passado o trauma da crise, os investidores estão provocando uma forte alta nos preços de combustíveis, minerais, metais e alimentos. O novo ciclo de alta das commodities é puxado pela demanda da China, pela busca dos investidores por ativos mais rentáveis e pela desvalorização do dólar. O fenômeno pode ser um sinal de recuperação da economia mundial, mas há quem diga que não passa de uma bolha, que vai provocar inflação em um ambiente ainda frágil de retomada.

O índice Commodities Research Bureau (CRB), principal termômetro dos preços das matérias-primas, subiu 44% entre fevereiro de 2009, quando atingiu o nível mais baixo, e este mês de janeiro. Boa parte do salto (16,6%) ocorreu no último trimestre do ano, quando as economias americana e europeia começaram a se recuperar. Os preços, porém, estão distantes dos recordes de 2007 e 2008, quando o temor de uma crise de alimentos assombrou o mundo.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex – Comércio Exterior e Logística

Anúncios

Entry filed under: Notícias. Tags: , , , .

Hidrovias esquecidas Novos terminais terão de se adaptar

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Blog Stats

  • 330,468 hits

Agenda

janeiro 2010
T Q Q S S D S
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

%d blogueiros gostam disto: